by
Crowd
23
de
January
de
2020

Quais são as regras para fazer campanha offline em São Paulo?

Hoje em dia o foco de grande parte das empresas são as campanhas online. Afinal, vivemos na era digital. Entretanto, as campanhas offline são tão importantes quanto as online no que diz respeito ao impacto causado diariamente. Por essa razão, compreender as regras do jogo das ações offline em uma grande cidade como São Paulo, é o primeiro passo para planejar uma estratégia de sucesso.

Mas antes de entender tais regras, é imprescindível ter em mente alguns aspectos que tornam as campanhas offline importantes para um marketing eficiente.

Vantagens das campanhas offline

O sucesso que essa mídia atinge deve-se principalmente ao fato dela conversar com o público de forma efetiva. Dessa forma, caem-se as barreiras comuns em campanhas digitais como, por exemplo, a alta variedade de publicidade e a distância causada pelas plataformas – afinal, o cliente não está em contato direto com uma marca, mas sim com a “imagem digital” dela.

O marketing offline ainda é o melhor método para conversar e estar presente no dia a dia do comprador. Isso quer dizer que a publicidade poderá ser vista quando o cliente estiver no ônibus, metrô, na rua ou na fila do restaurante. Além disso, ele não poderá “pular” ou ignorar a publicidade – como já dissemos aqui sobre o OOH.

A importância de saber balancear a estratégia de marketing entre ações on e off é tanta que  é possível encontrar cursos especializados no tema mundo a fora.

Possibilidades da mídia offline

Existem diversos meios de divulgar empresas e marcas. O SEBRAE lista pelo menos 18 opções. Entre elas estão: folder, folhetos, catálogos, impressos em geral, etc. Isso se deve principalmente ao fim do outdoor, que alavancou outras formas de contato com o cliente, como a distribuição de material impresso.

Porém, assim como no plano online, devemos responder algumas questões antes de ativar uma campanha offline:

  • Qual é o público alvo? Importante lembrar que esse conhecimento é imprescindível para saber em qual local será distribuído o material impresso.
  • Quais são os objetivos de comunicação? Para garantir que a campanha seja traçada da melhor forma, é necessário entender quais os objetivos que ela atenderá. Dessa forma, é possível alinhar a linguagem, o formato e todo o plano de mídia para que as metas sejam atingidas.
  • Qual será a identidade visual do material? Nessa etapa, o ideal é recorrer a profissionais especializados, como publicitários, redatores e designers.
  • Toda a estratégia está de acordo com a legislação? Em diversas cidades, como São Paulo, fazer campanhas publicitárias pelo passeio público é proibido ou possui restrições, como explicaremos adiante. Caso não se cumpra as leis vigentes, as multas podem chegar a R$10.000 para cada item publicitário distribuído irregularmente.

Como fazer campanhas offline em São Paulo

Desde setembro de 2006, a cidade de São Paulo possui uma legislação específica para publicidade offline: a Lei Cidade Limpa. Uma das decisões mais conhecidas por nós é o banimento de outdoors em São Paulo, uma forma de mídia offline ainda muito utilizada em diversos municípios.

A Lei é um esforço da cidade de São Paulo para assegurar "o direito a um relacionamento mais livre e seguro com as áreas públicas. A Lei Cidade Limpa significa a supremacia do bem comum sobre qualquer interesse corporativo", como a cartilha da prefeitura destaca.

Com normas mais rigorosas para utilização do espaço público, é notável a diminuição da poluição visual da cidade. Veja os pontos principais que a Lei proíbe:

  • Colar peças de propaganda em ruas, parques, praças, postes, torres, viadutos, túneis, laterais de prédio sem janela e topos de edifícios;
  • Distribuição de folhetos inteiramente publicitários;
  • Produzir cartazes em formato outdoor que estejam à vista do passeio público.

Entretanto, a Lei abriu a possibilidade de veiculação de anúncios publicitários em mobiliário urbano, como por exemplo em abrigos de ônibus ou táxi, lixeiras, relógios de rua, bancas de jornais e revistas.

Material impresso nas ruas de São Paulo: como fazer?

Outra ideia para realizar uma campanha offline na cidade de São Paulo com material impresso é a panfletagem. Mas aí vem a dúvida: ela não foi proibida? Bom, não totalmente. 

É possível pedir uma autorização junto à subprefeitura da região que a empresa deseja fazer a ação. O material a ser panfletado deve atender dois requisitos principais:

  • Maior parte do material deve ser de conteúdo informativo, assinado por um(a) jornalista;
  • Apenas uma pequena parte – cerca de 1/3 – deve ser destinada a qualquer tipo de anúncio.

Ao realizar a solicitação de panfletagem, é preciso estar com o material pronto e enviá-lo à subprefeitura para autorização e confirmação do dia, hora e local da ação.

Campanhas offline: uma via de sucesso

Apesar de parecer um entrave, distribuir material impresso com conteúdo informativo é uma boa oportunidade para as marcas mostrarem conhecimento de causa e gerar credibilidade. Apesar de o ambiente ser diferente, a ideia é a mesma da criação de blog em sites. Com informação, a companhia consegue atrair novos clientes por meio do aprendizado e descoberta e, assim, criar uma afinidade com eles. Como pode-se ver, a legislação é simples. Com um bom planejamento e as autorizações necessárias, a ação offline tem tudo para ser um alicerce importante em estratégias publicitárias.

Na Crowd você encontra os melhores profissionais de mídia para ajudar sua empresa a realizar campanhas de sucesso.


O
VOLTAR

▼ AGENDAR COM CONSULTOR ▼

Preciso de serviços de:

A Crowd precisa das informações que você nos fornece para entrar em contato com relação a produtos e serviços. Você pode deixar de receber essas comunicações quando quiser. Para obter informações sobre como cancelar o recebimento, além de nosso compromisso de privacidade veja Políticas e Termos de Uso
Cadastre-se