by
Crowd
03
de
April
de
2020

Marketing de influência o que é?

O ABC do Marketing de influência

Você já deve ter visto nas redes sociais influenciadores divulgando algum produto, usando-o e distribuindo cupom de desconto. Nessas publicações, eles são remunerados graças às ações de marketing de influência. Essa estratégia tem o poder de alcançar um grande número de pessoas a um custo flexível ao se trabalhar com micro ou macro influenciadores que estejam em harmonia com a identidade da marca.

De acordo com a agência Whalar, a estimativa é que o investimento em marketing de influência dobre em 2020, com uma projeção de US$ 15 bilhões em 2022. Esse crescimento expressivo é por conta, principalmente, das marcas que começam a investir pela primeira vez nessa estratégia – seguindo o caminho das empresas que experimentam um grande retorno financeiro e expandem seus investimentos nessa área.

Entretanto, antes de sair por aí contratando o influencer com mais seguidores, é preciso entender o que é o marketing de influência e como funciona, já que as ações vão muito além de posts em redes sociais.

Marketing de Influência: O que é?

O termo Marketing de Influência refere-se a uma estratégia que consiste em ações publicitárias com pessoas que, de alguma forma, conseguem influenciar e atrair consumidores para a marca. Dessa forma, essas pessoas interferem nas decisões de compras a favor de um determinado produto ou serviço.

Contudo, essa tática não nasceu com as redes sociais. Estudos mostram que no século XIX, uma marca de mistura para panquecas, com nome Aunt Jemima, colocou em sua embalagem a imagem de uma ex-escrava, Nancy Green. Com isso, a empresa recebeu mais de 50 mil pedidos apenas por trazer a imagem de uma pessoa a frente dos produtos. Mas por que essa ação deu certo?

Até então nenhuma marca havia estampado o rosto de alguém na embalagem. Com essa ideia, ela ia além de uma simples caixa de papel com o nome do produto. Carregar o rosto de alguém deu à mistura para panquecas veracidade, confiança e aproximação com os clientes. O sucesso foi tanto que Nancy Green se tornou a garota propaganda de todos os produtos da empresa. Por isso, podemos considerá-la a primeira influenciadora atuando no meio publicitário.

Apesar de a estratégia ter algumas dezenas de anos, apenas em 1960 o termo Marketing de Influência passou a existir nos livros. Com novas tecnologias e redes sociais, o canal entre  influenciador e consumidor se estreitou e os resultados começaram a ficar cada vez melhores. Hoje, podemos escolher entre duas formas de Marketing de Influência.

Formas de marketing de influência

Existem dois modelos de marketing de influência, inspirados no marketing tradicional. Eles se dividem em Mídia Paga e Mídia Conquistada. Uma marca deve escolher aquele que cabe na estratégia e no perfil da empresa:

  • Mídia paga: nesse caso, os influenciadores são pagos para fazer campanhas ou ações com foco em um produto, serviço ou marca. Mas longe de ser uma simples garota propaganda – que empresta apenas a sua imagem e fama a uma campanha. No marketing de influência de mídia paga deve existir, necessariamente, uma sinergia entre o influenciador e a marca. 
  • Mídia conquistada: ao contrário da mídia paga, a mídia conquistada considera que os influenciadores são parceiros – e não contratados. Dessa maneira, a contrapartida não é financeira. Pode ser por troca de produtos ou serviços, por exemplo. Esse caso é muito útil quando a marca rende ao influenciador visibilidade e prestígio. 

Agora que já sabemos o básico do Marketing de Influência, separamos 5 dicas para que essa estratégia seja um sucesso.


5 dicas para ter sucesso com o Marketing de Influência

  1. Defina os objetivos

Antes de contratar alguém, saiba a razão pela qual a empresa precisa daquele perfil de influenciador. O ponto de partida, assim como em toda ação de marketing, é estabelecer os objetivos das campanhas e o público-alvo.

 

  1. Filtre os influenciadores

Os influenciadores, normalmente, são classificados a partir do número de seguidores. Entretanto, existem diferentes parâmetros para classificar um produtor de conteúdo. Em linhas gerais, pode-se separar em: nano, micro, intermediário, macro e megainfluenciadores. Fazer uma lista dos que possuem um perfil que vá de encontro a proposta da empresa e separar pelo menos 5 para cada categoria é um bom segundo passo. Existem programas que podem ajudar nessa tarefa.

 

  1. Escolha os influenciadores

Após esse primeiro filtro, chegou a hora de escolher os influencers adequados conforme os objetivos traçados na etapa anterior.

Neste momento, deve-se levar em consideração não apenas o número de seguidores, mas sim os três Rs da influência:

  • Relevance (relevância): avalie se o influenciador é alguém que tenha propriedade e se destaque no segmento no qual pretende contratá-lo.
  • Reach (alcance): confira a quantidade e a qualidade do público que o influenciador alcança. Esse público faz sentido para a marca?
  • Resonance (ressonância): analise se o conteúdo produzido pelo influenciador é relevante para o público-alvo. Há engajamento nesse conteúdo?

 

  1.  Defina a mensagem

Agora que já escolheu o parceiro ideal, é necessário definir a mensagem que ele transmitirá. Alinhado com a etapa 1, desenvolva um briefing que englobe os pontos principais que ele deve passar para o público. O ideal é não interferir muito na forma como será criado o conteúdo – ele foi contratado por sua personalidade e por conversar de maneira coerente a mensagem que a marca espera divulgar, certo?

 

  1. Mensure resultados

Após uma semana que o influencer divulgou o produto, serviço ou marca, comece a analisar qual foi o impacto dessa parceria. Quantas vendas foram convertidas? Qual foi o engajamento?

Com essas dicas, é possível dar o primeiro passo para encontrar um influenciador que se encaixe com o perfil da marca. Planejamento, análise e mensuração de resultados são os pontos-chave para uma parceria de sucesso.

 

Estar na conversa: esse é o segredo

Independentemente da forma pela qual uma marca chega ao público, o crucial é que ela se mantenha na conversa. Ou seja, que não caia no ostracismo e esteja presente no dia a dia das pessoas. Isso gera fidelidade do público e sucesso duradouro! Ter a ajuda do Marketing de Influência é essencial para uma estratégia publicitária.


O
VOLTAR

▼ AGENDAR COM CONSULTOR ▼

Preciso de serviços de:

A Crowd precisa das informações que você nos fornece para entrar em contato com relação a produtos e serviços. Você pode deixar de receber essas comunicações quando quiser. Para obter informações sobre como cancelar o recebimento, além de nosso compromisso de privacidade veja Políticas e Termos de Uso
Cadastre-se