by
Crowd
19
de
September
de
2019

Google e Youtube: o guia completo sobre os tamanhos de anúncio!

Para garantir relevância no mercado moderno, é preciso saber como posicionar a marca nos meios digitais!

Por mais que ações de engajamento orgânico, como o próprio marketing de conteúdo, sejam fundamentais nesse desafio, é preciso também investir em anúncios pagos nas plataformas que atualmente dominam a internet. 

A seguir, entenda o que torna o Google e o Youtube tão relevantes para o mercado contemporâneo e confira os principais formatos e tamanhos de anúncios disponíveis nessas ferramentas para divulgar a marca.  

Por que apostar em anúncios no Google e no Youtube? 

Mais de 1 milhão de sites fazem parte da Rede de Display do Google. Isso quer dizer que os anúncios pagos na plataforma podem ser vistos em todos esses endereços na web! 

Para ilustrar o cenário: o YouTube, que também está inserido nessa rede, possui audiência mensal de 114,4 milhões de pessoas – equivalente a 10 públicos do Super Bowl. 

Os dados são do próprio Google, que ainda aponta que mais de 1,5 milhão de empresas já utilizam suas ferramentas de marketing. 

Esse sucesso, porém, não é por acaso: a média é que, para cada $1 gasto nesses anúncios, o retorno seja de $2. 

No entanto, para obter esse retorno, é preciso acertar na hora de realizar a campanha. Confira nos próximos itens quais são os principais formatos e tamanhos recomendados para anunciar na plataforma. 

O que levar em consideração na hora de anunciar no Google? 

Ao investir na Rede de Display, você veicula anúncios em espaços reservados nos sites que estão indexados ao Google. 

Por meio dessa ferramenta, é possível agregar mais destaque para a marca anunciada, em grandes portais ou mesmo posicioná-la melhor em seu segmento por meio de sites de nicho. 

Caso a empresa venda acessórios automotivos, por exemplo, a Rede de Display permite que você segmente os seus anúncios para o público interessado nesse tipo de assunto, fazendo assim com que eles apareçam em portais especializados em carros.

Já, se você possui uma loja que atende apenas a um público local, é possível segmentar os anúncios por localização, fazendo com que apenas pessoas perto de pontos selecionados vejam os anúncios nos sites.

Em poucas palavras, a Rede de Display do Google se utiliza de todo o conteúdo já disponível na internet e, com base nas informações cadastradas sobre o seu público, o associa à divulgação feita para a sua empresa. 

Formatos aceitos de mídia 

  • GIFS de até 30 segundos;
  • Anúncios gráficos;
  • Vídeos em MP4.

Tamanhos disponíveis para os anúncios 

  • Retângulo pequeno: 180x150;
  • Botão: 125x125;
  • Cabeçalho para dispositivos móveis: 320x50;
  • Banner: 468x60;
  • Meio-banner: 234x60;
  • Banner vertical: 120x240;
  • Cabeçalho: 728x90;
  • Quadrado: 250x250;
  • Quadrado pequeno: 200x200;
  • Retângulo grande: 336x280;
  • Retângulo inline ou médio: 300x250;
  • Arranha-céu: 120x600;
  • Arranha-céu largo: 160x600;
  • Meia página: 300x600;
  • Cabeçalho grande: 970x90;
  • Banner grande para dispositivos móveis: 320x100;
  • Outdoor: 970x250;
  • Retrato: 300x1050.

Quais os principais detalhes das campanhas do YouTube? 

No Youtube, uma série de formatos de anúncio podem ser explorados por diferentes perfis de empresas.

Os anúncios gráficos, por exemplo, que aparecem acima da lista de sugestões de vídeos ou abaixo dos players maiores, são excelentes para campanhas promocionais, já que ficam o tempo todo em destaque no campo de visão do usuário.

No mesmo sentido, os anúncios de sobreposição ou os cartões patrocinados também podem cumprir essa tarefa, trazendo o senso de urgência da oferta no momento exato em que o vídeo trata sobre algo relacionado ao que você oferece. 

Esses dois formatos também servem como conteúdo complementar, pois os textos, links ou até opções de compra que ali aparecem ajudam a tornar a experiência do usuário mais rica e guiam a jornada de compra. 

Os vídeos puláveis, que podem ser ignorados após 5 segundos, são excelentes para anunciar a sua marca em determinados nichos que consomem vídeo no Youtube, mas é preciso focar a mensagem mais relevante nesse período inicial.

Já os anúncios em vídeos não puláveis ou bumper são aqueles com as suas melhores campanhas, que não só se alinhem aos interesses dos expectadores, mas que também lhe tragam conteúdo relevante, uma vez que a experiência de não pular o vídeo não pode ser tornar muito frustrante. 

Existem ainda os anúncios e formato TrueView, em que os usuários podem escolher o vídeo publicitário que desejam assistir e quando o farão, permitindo que você não pague por visualizações indesejadas. 

Existem os anúncios TrueView in-stream, que assim com os mencionados anteriormente, podem ser exibidos antes, durante ou depois dos vídeos e pulados após 5 segundos; e os vídeos Discovery, que são mostrados onde os usuários descobrem conteúdo. 

Nesse último caso, eles aparecem nos resultados da pesquisa ou até na página inicial do YouTube incitando que o usuário clique nele e o assista na íntegra. 

Eles podem ser criados no tipo de campanha “Vídeo”, ajudam a garantir um público-alvo altamente interessado e só são cobrados quando o usuário assiste a 30 segundos ou interage com o vídeo. 

Formatos aceitos de mídia

  • Anúncios gráficos;
  • Vídeos;
  • Cards gráficos ou textuais. 

Tamanhos disponíveis para anúncios 

  • Anúncios gráficos: 30x250 ou 300x60;
  • Anúncios de sobreposição: 468x60 ou 728x90;
  • Anúncios em vídeos puláveis: vídeos maiores que 15 segundos;
  • Anúncios em vídeos não puláveis: 15 ou 20 segundos de duração, dependendo dos padrões regionais;
  • Anúncios bumper: até 6 segundos de duração;
  • Cartões patrocinados: o tamanho varia de acordo com o tipo de cartão. 

E você, já conhecia todos esses detalhes sobre os anúncios no Google e no Youtube? Quer ficar por dentro de ainda mais dicas sobre marketing digital para otimizar os resultados da sua empresa? Então não perca o nosso conteúdo exclusivo!


O
VOLTAR
CONVERSE ONLINE COM UM CONSULTOrCadastre-se