by
Crowd
16
de
October
de
2019

Como identificar o influenciador certo para a sua marca sem os likes do Instagram e Facebook?

As marcas estão sempre em busca de formas inovadoras de impactar o público de maneira eficiente. Entre diversos recursos estratégicos, a resposta parece se encaminhar cada vez mais para uma figura-chave: o influenciador digital.


A parceria com esse tipo de influencer pode ampliar o alcance da marca, além de associá-la a um público já engajado com o conteúdo da pessoa. Com tanta promessa de visibilidade, será que apenas audiência e números contam nessa hora?


Com mudanças em plataformas como Instagram e Facebook, que deixaram em segundo plano a contagem de likes, por exemplo, uma nova forma de pensar o engajamento digital emerge. 


Quer entender melhor qual a melhor forma de identificar o influenciador certo para a sua marca? Veja a seguir!


Por que o Instagram e Facebook retiraram os likes?


Antes de mais nada, vamos entender os possíveis motivos por trás da grande mudança que as redes Instagram e Facebook promoveram mundialmente através da ocultação das curtidas. Segundo o Instagram Brasil, a saúde mental dos usuários está no centro dessa decisão.


Os profissionais dessa plataforma afirmam que o objetivo é realinhar o funcionamento da rede com os verdadeiros motivos da empresa: foco no conteúdo compartilhado e não na competitividade por likes.


No entanto, diversas pessoas vem questionando essa resposta oficial. Em matéria veiculada pelo Portal Uol, outras hipóteses foram levantadas. Segundo a matéria, ocultar as curtidas abriria espaço para as plataformas tomarem maior controle sobre a relação comercial com as marcas.


Outro motivo considerado envolve a intenção do Instagram e Facebook em manter a pessoa mais ligada ao feed - o que também resultaria em mais publicidade impactando os usuários. De qualquer forma, o que devemos entender é que essa lógica mudou.


O recado para as marcas é claro: medir engajamento através dos números não é a forma mais eficiente de todas. Quer entender melhor?

Entenda o conceito de engajamento


De forma simples, podemos entender “engajamento” como o comprometimento e interação que o público tem com o conteúdo de um influenciador. Segundo essa lógica, ter muitos inscritos inativos não tem tanto valor quanto ter um pequeno grupo, mas que promove alta interação.


O engajamento é sempre medido através dessa relação. É ela que vai impactar possíveis negócios para as marcas que apostam em determinado influenciador. 


Por isso, o influencer precisa ser capaz de fazer essa ponte entre seu público e o produto/serviço da marca, de forma assertiva e conferindo confiança ao que está sendo divulgado.

Relação entre números e engajamento


Muitos inscritos, curtidas e comentários ainda atraem bastante a atenção de grandes marcas. Ciente disso, o influenciador que coleciona grandes números também cobra um alto preço pela sua plataforma. 


Será mesmo o modelo mais eficiente de negócio?


A análise dos números que envolvem a plataforma de um influenciador (Instagram, Youtube, Twitter, Fan Page no Facebook, etc) precisa considerar o fator de engajamento. Ao coletar esses dados, fique atento aos indicativos:


Comentários


Qual a média de inscritos que realmente interage com o influenciador? Fique atento também à qualidade desses comentários. Alguns youtubers famosos, por exemplo, podem ter adquirido sua fama através dos “haters”.


Relevância em outras redes sociais


Os números conquistados em redes sociais paralelas àquela responsável pelo sucesso do influenciador refletem muitos pontos interessantes. Altos números em outras redes sociais significa poder de engajamento maior.


Além disso, algumas plataformas possibilitam melhores oportunidades para a relação marca x influenciador. O Twitter, por exemplo, promove maior proximidade com o público, mas talvez não seja a plataforma ideal para gerar conteúdo para a sua marca.

Histórico do influenciador


Engajamento parte de uma construção gradual. Naturalmente, estudar o histórico do influenciador digital se faz essencial. Seu sucesso foi conquistado através de um ou dois conteúdos virais? Ou ele fez essa construção através de diversas apostas certeiras que ajudaram a garantir uma base sólida que sustenta sua fama?


A regra dos 10%


Embora não seja um cálculo perfeito, a regra dos 10% é um parâmetro válido. É bom considerar que o influenciador deve ter no mínimo 10% do seu público engajado ao seu conteúdo (assistindo, compartilhando, interagindo).


Esse engajamento pode refletir em maior visibilidade para a marca. É a margem que pode ajudar a entender o que esperar de um possível contrato com determinado influenciador.


Conteúdo vale mais do que números


O aprendizado que precisamos adquirir é: popularidade não significa grande engajamento. Ainda mais quando consideramos questões como alcance e nicho. Você busca um influenciador para promover sua marca? Entenda o público que consome o conteúdo dele.


Grandes números atraem, mas será que o influenciador dialoga com as pessoas que verdadeiramente se interessariam pelo seu produto/serviço? O conteúdo do influenciador está alinhado às bases da sua campanha?


No fim, associar-se a um criador de credibilidade sempre é o melhor negócio. Existem diversas maneiras de conquistar milhares de visualizações e curtidas. Um conteúdo de qualidade é mais difícil e almejado, além de agregar muito mais a sua marca.


Para saber mais sobre esse e outros assuntos importantes na hora de definir e implementar uma estratégia digital, continue acompanhando o conteúdo exclusivo Crowd!


O
VOLTAR
CONVERSE ONLINE COM UM CONSULTOrCadastre-se